Treze bate São Paulo Crystal e consegue segunda vitória no Paraibano

Foto: Ana Flávia Nóbrega/ Voz da Torcida

Foto: Ana Flávia Nóbrega/ Voz da Torcida

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em jogo realizado na noite de segunda-feira (27), o Treze se valeu de sua qualidade técnica para vencer o São Paulo Crystal por 2 a 0, no estádio Almeidão, pela segunda rodada do Campeonato Paraibano de 2020. Com passe milimétrico de Almir, Caxito abriu o placar, e Rafael Oliveira marcou o segundo, gol com colaboração do goleiro adversário.

A primeira chegada com perigo foi trezeana. Aos 9, Gilmar avançou em velocidade pela esquerda e tocou para Mirandinha, perto da marca do pênalti. O atacante bateu de primeira, de pé canhoto, e mandou com muito perigo, passando perto do poste esquerdo de Nilton.

Em uma jogada confusa, o São Paulo Crystal respondeu aos 16. Após recuperar a bola no meio-campo, Bravo recebeu na direita, passou por dois marcadores e cruzou para o meio. A zaga cortou no pé de Thiago Almeida, que tentou passar para Henrique, a bola bateu na defesa e voltou para o próprio Thiago Almeida, que bateu de esquerda, por cima da meta alvinegra.

A partida era mais movimentada fora do que dentro de campo. Isto porque antes da metade do primeiro tempo, um membro da comissão técnica trezeana foi expulso e outro levou cartão amarelo. Logo depois, o lateral-esquerdo reserva do Carcará do Engenho, Walter, também foi expulso do banco de reservas.

Mas aos 36, a qualidade individual fez a diferença. Almir recebeu no meio e deu um passe magistral para Caxito, que passou ganhou da defesa em velocidade, saiu na cara de Nilton, e só tocou no canto direito do arqueiro do time do brejo para abrir o placar.

Na saída de jogo, o zagueiro Renan e o meia Thiago Almeida, do São Paulo Crystal, discutiram com veemência e precisaram ser contidos pelos companheiros.

Segundo tempo

De volta para a segunda etapa, o treinador Índio Ferreira resolveu tirar os brigões de campo para colocar Dipão e Leandro, respectivamente. Por sua vez, Celso Teixeira colocou Patrick Mota na vaga de Diogo, no Treze.

Logo no segundo minuto a defesa trezeana se atrapalhou e Bravo aproveitou para recuperar a bola, invadir a área pela direita e bater cruzado para obrigar Jeferson a fazer sua primeira defesa no jogo.

O São Paulo Crystal buscava o empate e após bate-rebate na área, a bola sobrou na meia-lua da grande área para Henrique, que encheu o pé e ia no canto esquerdo do gol, mas o arqueiro alvinegro se esticou todo para mandar para escanteio.

Com pressão do time mandante, o visitante mais uma vez se aproveitou da condição técnica de seus jogadores para ampliar o marcador e sair do sufoco. Aos 15, Rafael Oliveira recebeu na direita, invadiu a área cruzou, mas Nilton tentou cortar, foi com a mão mole e a bola morreu no fundo do gol.

Ainda em busca do seu tento, o Carcará do Engenho teve boa chance em cobrança de falta de Biro Biro. O atacante mandou com categoria no canto direito do goleiro, aos 17 minutos, mas Jeferson novamente espalmou para o lado e salvou o Galo.

Com o ritmo lento, o Treze passou a administrar a vantagem e o time do brejo esbarrava em sua falta de qualidade para buscar a reação.

A vitória deixou o Galo com 6 pontos, dividindo a liderança do Grupo A com o Atlético de Cajazeiras. O próximo compromisso do Treze é no fim de semana, fora de casa, contra o Sousa. Ainda sem pontuar, na terceira rodada o São Paulo Crystal vai receber o Atlético de Cajazeiras, em palco ainda a ser definido.

Ficha técnica

São Paulo Crystal 0 x 2 Treze

Campeonato Paraibano 2020
2ª rodada
Estádio Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Wagner Reway, Oberto da Silva e Ruan Neres.

Gols: Caxito, Rafael Oliveira (T)
Cartões amarelos: Luiz Gustavo, Thiago Almeida, Thales (S); Gilmar (T)
Cartão vermelho: Walter [reserva] (S)

São Paulo Crystal: Nilton, Romário, Renan (Dipão), Thales, Carioca; Luiz Gustavo, Ewerton, Henrique, Thiago Almeida (Leandro); Biro Biro (Leo Cabeludo) e Bravo. Técnico: Índio Ferreira.

Treze: Jeferson, Gustavo, Breno Calixto, Rafael Araújo, Gilmar; Diogo (Patrick Mota), Vinicius Barba, Almir (Maranhão); Mirandinha, Caxito e Rafael Oliveira (Alexandre Santana). Técnico: Celso Teixeira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Voz da torcida

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>