Foto: Divulgação - PMPB

Conselho Nacional de Comandantes Gerais cria Câmara Técnica de Prevenção e Enfrentamento à Violência Contra a Mulher

Pela primeira vez na história do país, o combate à violência contra as mulheres torna-se tema de discussão e destaque pelas mais altas autoridades policiais militares brasileiras. Na manhã desta sexta-feira (09), o Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG) do Brasil, criou a Câmara Técnica de Prevenção e Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. A criação da Câmara aconteceu em alusão ao dia 10 de outubro, que é o Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher.

O ato de criação da Câmara foi assinado pelo presidente do CNCG, o coronel Euller Chaves, e foi acompanhado, por meio de videoconferência (foto acima), pelos comandantes-gerais das Forças Militares de Segurança Pública do país, além das Secretarias Nacionais de Segurança Pública (SENASP) e de Políticas para as Mulheres (SNPM). O objetivo é acompanhar a legislação, propor e criar regulamentação, diretrizes, protocolos de atendimento e doutrinas operacionais das Patrulhas Maria da Penha e demais policiamentos voltados à prevenção e enfrentamento da violência contra a mulher, nas Polícias Militares do país.

“Este é um momento divisor de águas. Vamos buscar sistematizar algo muito complexo, que é a prevenção à violência contra a mulher. Enxergarmos que através da educação e ações preventivas na escola, além do incentivo à denúncia, poderemos combater esse cenário”, disse o presidente do Conselho, coronel Euller. “O CNCG é partícipe desse momento de fortalecimento e de defesa da vida das mulheres”, finalizou.

A assinatura do ato, que aconteceu no gabinete do coronel Euller (foto acima), que também é o comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, foi acompanhado pelo subcomandante-geral da PMPB, coronel Almeida Rosas, e pelas comandantes da Patrulha Maria da Penha, no âmbito da PM, no estado.

Fotos: Divulgação / PMPB

Da redação com PMPB

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*